cheap football kits cheap football shirts cheap football tops cheap football kits cheap football shirts cheap football tops cheap football kits cheap football shirts cheap football tops cheap football kits cheap football shirts cheap football tops cheap football kits cheap football shirts cheap football tops

Hinos e Canções

CANÇÃO DA BRIGADA MILITAR
Letra: Prof Aristilda Recchia
Música: Cap Mús Antônio Setembrino Corrêa dos Santos
 

Do horizonte passado de lutas.
Baluarte gigante e viril,
Vem Massot conduzindo a estrela
Da Milícia_florão do Brasil
É a força Gaúcha que brilha
No clarão da bandeira sem par
Eia. Avante! Enfrenta o perigo.
Oh! Brigada Militar!

Brigada, para frente!
O trabalho perfeito é servir
A justiça_Razão e Direito_
É dever nos impondo: agir
Na cidade, no campo, na serra
Só o bem e a paz conduzir.

Dos leões farroupilhas trazemos
O vigor destemido no ser.
Heroísmo, bravura e ousadia
Pra vitória final merecer!
Paira acima a altivez e a renúncia,
Vibra a honra de bons policiais!
A Firmeza na fé consciente,
Fortalece os ideais!

 

CANÇÃO OLÍMPICA DA BRIGADA MILITAR
Letra: José Hilário Ajalla Retamozo
Música: Zacheu Barbosa da Silva
 

Valorosa milícia do Estado
No altar dos esportes em pé
Tu conjugas o povo e o Soldado
Sob os louros da glória e da fé.
Brigada! Brigada! Espartanos em pé
Alvorece uma estrada
Aos que lutam com fé.
Os clarins que enaltecem os fortes
Vibram notas ao sol do amanhã
Há no emblema do amor aos esportes
Alvorada a raça mais sã.

Brigada! Brigada! Espartanos em pé
Alvorece uma estrada
Aos que lutam com fé.
Da caserna ao palácio do esporte
Do soldado ao mais alto oficial
A contenda consagra o mais forte
E a vitória ilumina o ideal.

 

CANÇÃO DO COLÉGIO TIRADENTES
Letra: Cap José Pedro Ramires Monteiro
Música: 3º Sgt Mús Luís Sérgio Omar Pereira
 

Desfraldando a bandeira da história
Sob a brisa da justiça e do amor
Sempre houve algum jovem otimista,
Realista e consciente do seu valor
E valor é o que não falta
No pulsar de nosso peito
Neste preito nossa voz
Se faz promessa de servir – Tiradentes
Nosso símbolo, sonho presente
Nossa mente – horizonte
Onde renasce o porvir

Vislumbrando os deveres do futuro
Ensinando os preceitos da moral
O Colégio Tiradentes nos cativa
E motiva para a conquista do ideal
Ideal é o que não falta
No pulsar de nosso peito
Neste preito nossa voz
Se faz promessa de servir – Tiradentes
Nosso símbolo, sonho presente
Nossa mente – horizonte
Onde renasce o porvir
Eficiência e probidade suas virtudes
Liberdade uma lição de respeitar
Quem cantar suas razões e sentimentos
Saberá sim, num só momento, o que é amar
E amor é o que não falta
No pulsar de nosso peito
Neste preito nossa voz
Se faz promessa de servir – Tiradentes
Nosso símbolo sonho presente
Nossa mente – horizonte, onde nasce o porvir.

 

HINO NACIONAL BRASILEIRO
Letra: Joaquim Osório Duque Estrada
Música: Fransciso Manuel da Silva

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido,
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.
Terra adorada
Entre outras mil
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo
És mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida no teu seio mais amores.
Ó pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
Paz no futuro e glória no passado.
Mas se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada
Entre outras mil
És tu, Brasil,
Ó pátria amada!
Dos filhos deste solo
És mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

 

HINO RIO-GRANDENSE
Letra: Francisco Pinto Fontoura
Música: Joaquim José de Mendanha
 

Como a aurora precursora
Do farol da divindade
Foi o vinte de setembro
O precursor da liberdade.

Mostremos valor constância,
Nesta ímpia injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

Mas não basta p’ra ser livre,
Ser forte, aguerrido e bravo,
Povo que não tem virtude
Acaba por ser escravo.

Mostremos valor constância,
Nesta ímpia injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

cheap football shirts cheap football kits cheap football shirts cheap football kit cheap football shirts cheap football kit cheap football shirts cheap football kit cheap football shirts cheap football kit cheap football shirts cheap football kit